BEM VINDAS

QUEM GOSTA DE MAMAS

Mostrar mensagens com a etiqueta mamas. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta mamas. Mostrar todas as mensagens

sábado, março 11

Talvez!

Talvez um dia deixaremos de ser dois estranhos e passamos a ser dois conhecidos, talvez um dia passamos a ser mais conhecidos:

  • Amantes
  • Cúmplices
  • Comparsas
  • Compinchas
  • Companheiros de crimes de cabeceira
Hoje somos apenas poeira de momentos momentosos,

como tudo na Vida metafórica tudo muda,
verdades constantes.

by mghorta



sexta-feira, março 10

Tchim Tchim. ..

Quero que sejas todinha
todinha só para mim
começo meio tchim tchim
por tchim tchim 
com todos os defeitos
juntos os teus e os meus
no trajectos mais adversos
de mulher lua ou menina rua
no meu poema sem rima
minha canção com doação
quero que sejas todinha
todinha para mim
minha cara metade
minha mãe minha irmã
minha filha
minha ilha feiticeira
cercado de risos teus
em tons de rosa tinta
todinha para mim
mulher amante jardim
meu vinho tinto
brindando tchim tchim. ..

by mghorta 


domingo, fevereiro 19

Leal mas Feio!


Fui sóbrio, leal mas feio,
e tu bela, frágil e assustada,
desejei estimar-te encarecidamente
numa existência limpa e honesta.

Sentado à mesa de uma taberna
avistava-te fraca, ruiva e simples
num antro vil e devasso,
só queria mesmo era um abraço. ..

Feio e miserável me socorreste,
bebia em copos grossos
porque cristal e absinto
foi passageiro em mim quando saudável.

Olho-te em porta de correr,
sinto inveja desse desenrolar,
vestes simples sem enfeites
postura de mulher imaculada.

Adorada mas natural,
leste meus pensamentos feios
num lugar barulhento e aterrorizado
mas sempre com espaço para amar.

by mghorta


Vendaval de Amor!


Um vendaval fazia lá fora
ventania soprava forte
relâmpagos iluminavam as trevas
trovoada ecoava longe mas ouvia-se perto. ..





























Natureza brigava vivamente
nada comparado
aos lençóis desalinhados
cobrindo corpos suados. ..







Amavam-se apaixonadamente
com desejos penetrados
eram uno, eram uma só alma
embora fossem dois corpos. ..



Estavam criando um vendaval
na própria cama e a tormenta
era tão lampejante e ruidosa
afogando-se em promessas de amor.



by mghorta 

sexta-feira, fevereiro 17

Imprevisível!


Imprevisível  foi o toque,
a procura 
e a consumação da loucura
transformando nós dois
em um. ..
Nada foi comum,
tudo foi vital
viral e anormal. ..
Dentro desta nossa normalidade
contida em actos,
imprevisível  foi o tacto
de nossos braços enrolados,
tudo. ..
o corpo todo
sentindo a gula
nas entranhas
nas loucas manhas
de uma madrugada_festim. ..
Imprevisível
tactear-me em falso
para sentir-te plena
e inteira em mim.

by mghorta 


Sonhos!



Existem sonhos,
que só eu sei
sonhar contigo!
O que faço,
senão te possuo mais?
Onde os guardarei. ..
todos os sonhos
que ambos jurámos eternos!? 

by mghorta 



terça-feira, dezembro 27

Ai que Rico Vinho!



É coisa que consumo
tanto branco como tinto,
responsavelmente assumo
falo a verdade e não minto. 

Moderadamente não faz mal,
depois de fermentado
não tem outro igual
na boca até faz estalo.

Do bom até dá gozo beber 
seja branco ou tinto
à gente que não o quer esquecer
digo a verdade e não minto.

Rimados frente ao copo no momento,
Martinho Horta dava um bom autor
com o peso do grau no pensamento
nem é preciso ser doutor.

by mghorta


quarta-feira, dezembro 14

Madrugada!


Tem na madrugada tua alma
com a fragrância das rosas,
brancas borboletas em minhas mãos
tremendo como que toquem teu coração.
Como te adoram mesmo não vendo!
És meu anjo da guarda à noite,
meu guia e guardiã dos meus sonhos,
teu choro a coco me diz que aqui estás, 
ali ou acolá nosso amor nos chama.
É madrugada hora do encontro,
sente o calor do meu corpo insano
querendo possuir-te infinitamente
na bela eternidade mesmo sonhando!

by mghorta 


quinta-feira, agosto 4

Outra vez!

Imaginas o que me vai na alma?
Uma vez penso que sim,
outras vezes penso que não,
outras tantas vezes nem fazes ideia!
Ainda penso em ti,
meus pensamentos fogem
quando quero manter-me distraído.
Quando se olhamos um no outro,
meus olhos viram de direcção,
cuidadosamente porque não sei
o que poderá acontecer de novo!
Da ultima vez que fiz (zemos) isso,
apaixonei-me por ti. ..
Não, tu não fazes ideia disso!
Quer que fiques ou que vás,
quer que regresses ou esqueces,
nunca deixarei de me sentir ou sentir-te.
Quer que sejas feliz longe,
quer que outro te faça feliz,
ninguém apagará nossa história.
Quer que me deixes em paz,
nunca me esquecerás de vez.
Esquece-me outra vez,
apenas outra vez,
ou então esquece-me de vez.
Éramos nós outra vez,
mas repara no que nos aconteceu!
Desditoso tempo que nos fez esquecer,
malditos olhos que caçaram os teus,
tu esqueces-me outra vez,
um pouco de cada vez,
eu esqueço-te de vez,
por fim esqueço-te outra vez. ..

by mghorta

terça-feira, agosto 2

Amantes Secretos!


Pensar não dói, penso e repenso, gosto desta forma de fazer doer a alma, indo devagar e aos poucos invadindo até às entranhas, deixar que meu coração enlouqueça por momentos, devagar e devagarinho.
Pelos intervalos nem sequer pensar, sem recreio, sem pátio, não penso nem procuro qualquer pensamento, neste desespero, nesta demência, no delírio, nos desejos, criando planos para tentar chegar à meta, fazer-te na plenitude de uma certa forma dar largas ao meu ego de masculinidade.
No repensar vou sonhado estar contigo, possuir teu corpo, entranhar tua carne, ou apenas ser teu escravo secreto, teu amante, ser dominado, possuído pelos teus desejos, palmo a palmo descobrindo tuas curvas, deixar de pensar quem sou, ser somente teu. ..
Abrir lentamente teu vestido, percebendo os arrepios de teu corpo pela suavidade de minhas mãos, desabotoar botão a botão até sentir o pulsar de teu coração. ..
Passear dedo a dedo tuas costas, contando a constelação de sinais um a um, esquadrinhar teu fecho de soutien com a língua sôfrega de tesão, aos poucos descobrindo os teus seios, degrau a degrau descobrindo as curvaturas do teu corpo, os segredos nele escondidos, até que meus lábios percebam a vastidão do teu universo corporal, sentir teus arrepios até à contracção do prazer e finalmente sentir-me unicamente teu.
Por fim na selectividade dos momentos olhar tua silhueta totalmente nua, admirar todos os teus traços suados, deitar-me a teu lado e repousar minha cabeça nas dunas de teu peito, ver apenas a vastidão de teu corpo, toda a tua silhueta sem folga, sem espaços, só eu e tu envolvidos nus, num único abraço, enrolados sem espaço corporal, abraçados, deitados, colados com o silêncio do quarto simplesmente como amantes secretos que somos.

by mghorta 

segunda-feira, julho 11

Olhos Nus!


Teu corpo nu
meus olhos vestidos
Teu corpo nu
meus olhos enlouquecidos
Teu corpo vestido
meus olhos nus.

sexta-feira, julho 1

quarta-feira, maio 25

Encontro!


Excita-me pensar em nós,
meu corpo incendeia-se,
cada vez que me lembro,
suo com os pensamentos
de aqueles nossos momentos.

É como brasas que queimam
por dentro fico em brasa,
por fora todo o meu pelo ouriça.

Tesão ou gozo,
é uma crueldade estar só,
solitário acalmo a mente,
toco-me para apagar o fogo
não me furtando ao gozo.

Sozinho chego ao orgasmo,
é como se tivesses-mos encontro
marcado todas as noites e sempre
contigo aqui ao meu lado!

by mghorta

quinta-feira, maio 19

Ébrio!


Louco ou doido
talvez ébrio de saudades
soletro palavras sem anexo
no convexo corporal
intervalando as vogais
numa dança sombria
desnudo-me 
de preconceitos
com intenção
dos teus desejos
versando com defeitos
sedento do teu corpo
envolvendo-te com beijos
no sentir profundo
de nossos momentos
de magia transcrevo
um poema para ti. ..

by mghorta 

sábado, maio 14

Foges Comigo?

Faz tanto tempo que tanto te quis,
portanto quanto tanto te haverei querer!
Tanto que certamente quebrarei distâncias,
também quererás encurtar para nos termos. 

Tanto e muito tanto iremos entrelaçar
nossas mãos num frenético e desejoso
encontro num olhar primaveril
tanto que as mãos ambas ternas,
adoçadas acolhendo beijos joviais.

Tanto te aguardo para uma pergunta
assumida que de estranha nada tem
no arrepiar indelével de nossas peles
como que se duvida cicatrizasse
a bravura de decisão de quereres ou não
do tanto te querer Amor! Foges Comigo?

by mghorta

Amar Teus Seios.


Amor, no teu rosto procuro espelho,
enquanto beijo os nós de teus dedos,
enquanto tocas com teus pés meu peito.

No corpo sabes, somos semelhantes,
levo o pé às tuas coxas amada,
estou preso seduzido pelos teus cheiros.

Teu corpo sabe quando estamos quentes,
minha língua percorre tua pele húmida,
sorrindo na macieza dos teus pentelhos.

Somos uno e tão parecidos,
toco-me a mim mesmo quando roço teu corpo,
se paro, enfim minhas mãos moldam teus seios.

Teu corpo sabe bem que sou teu gémeo,
fico louco, lúcido ou boémio
nos movimentos que unem teus seios às minhas mãos.

Amor, no teu rosto tens um espelho
de quanto bem me faz amar teus seios.

by mghorta 

VOLTE DE NOVO

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...