BEM VINDAS

QUEM GOSTA DE MAMAS

sábado, dezembro 27

SONHO ERÓTICO


O suave toque de tuas mãos,deslizam em minha nuca. Vira-me para frente,
olha-me profundamente e começa a explorar minha boca suavemente.
Nossas mãos se encontram e com um leve toque desperta o desejo de percorrer todo o corpo analisando todas as curvas possíveis de ser tocada.
Você lentamente abre o fleche de meu vestido beijando meu pescoço ao mesmo tempo e com toques subtis me faz enlouquecer desejando ser possuida completamente,então eu paro tudo,
te empurro pra cama por cima de você exploro toda tua boca e calmamente contorno teu corpo com minha língua que não se cansa de te tocar.
Do mais simples beijo ao mais louco desejo acaricio teu membro lentamente com minha boca enquanto escuto sua respiração e neste momento você passa a dominar a situação me colocando na cama e contornando meu corpo com tua boca deliciosa, ouvindo meus sussurros de desejo até que você me dar o melhor dos prazeres me possuindo por completa sem medo de falar palavras obsenas porém deliciosas em meu ouvido enquanto lentamente você penetra em mim até que deliciamos juntos do mais gostoso dos prazeres, o gozo.

Anónimo...

segunda-feira, dezembro 1

SUITE


Houvessem letras para escrever
Pensamentos permitidos
E neles poder ler
Sentimentos consentidos






HOUVESSE NOTAS



Houvesse um solo para tocar
Nessa harmonia sem cadências
E nela poder soar
Essas confidências


.

AREIAS ORGASMO






sábado, novembro 22

NOTAS ACETINADAS

.
Houvessem notas para compor sonatas
E elas fizessem cantar vozes afinadas
Como quadros pintados com sensações inatas
Coloridas de cores vivas e acetinadas





quinta-feira, outubro 16

MEU TRILHO

.

Quero ser nada, vazio, deserto, terra queimada,
Se nos teus olhos não brilhar o meu brilho
Na tua boca não saciar o meu desejo,
No teu caminho não sentir o meu trilho
Na tua mão não sentir a pulsação
Batendo forte quando me bebes num beijo






domingo, setembro 14

QUERUBIM

.
Quero ser mais que o céu, com estrelas, querubim
Se for do teu corpo véu, quando chegas vestido a mim...






PÉTALAS NO CORPO


O teu corpo cheio de frescura
Abre-se em pétalas coloridas
Sou rio correndo sobre a planura
Do horizonte das nossas vidas...
.

sábado, agosto 23

NÃO ME OLHES ASSIM

.
Quero ser somente assim…
Parte de ti…
Tu, parte de mim!





domingo, agosto 17

SEM ROSTO







http://www.christophevermare.com/index.html

DUNAS DA AREIA


Percorri as dunas de areia,
que se intrometeram no meu caminho,
tentando vencer as barreiras,
que me aportou o destino.

Lentamente,
ultrapasso as tempestades,
deste deserto chamado vida,

Quero conquistar no meu tempo,
um espaço abrangente,
de felicidade e partilha.

Chegada finalmente a um oásis,
quando já quase nem a sede sentia,
tal era a ânsia que no peito,
por chegar a ti eu trazia.

Saciei, compasso a compasso, o meu desejo,
enquanto tu me davas guarida,
encostei a cabeça a meu jeito,
até que me dei pelo sono vencida.

Não me destituo do sonho de poder ser feliz,
porque aprendi que sem este mote,
nada de palpável e verdadeiro se cria.


beatriz barroso

SÍLVIA





OÁSIS

.
Chegada finalmente a um oásis,
quando já quase nem a sede sentia,
tal era a ânsia que no peito,
por chegar a ti eu trazia.







FRENESIM

Frenesi

Poço de carícias e ternura
rocha de paixão e de loucura
lâmina que corta e que mistura
teus fluidos aos meus, com fremência,
desejo que me engole com a urgência
do teu corpo que me fustiga sem clemência

ave de rapina que me arrebata
e me abre o peito, me mata
em uivos de desejo e prazer
em ondas que trespassam meu ser

louco pássaro que me desfalece
com carícias tão doidas, adormece
teu cansaço no meu
e entrego meu corpo ao teu

não sei se anjo ou demônio
não sei se paixão ou frenesi
só sei que me entrego inteira
começo e termino em ti...


(Autor: Zailda Mendes)



Amanha espelho meu...


.






Amanhã

Amanhã quero abrir a janela
sentir o sol da manhã
beijar as flores macias
esquecer as imagens sombrias
ver os pássaros derramando
seu canto pelos jardins
abrir minhas cortinas
te encarar sem medo, amanhã

Mas hoje a alma tão fria
estertora, vazia
irrompe em agonia

Amanhã quero descer as escadas
e ver os rostos carentes
de afeto, reluzentes
ouvir o sol da manhã
romper pela luz do dia
esquecer a paisagem vadia
comer do fruto
e beijar a flor

Mas hoje o coração dispara
acelera, estala
se arrasta na sombra de fel

Amanhã quero abrir a cortina
ver água cristalina
a borboleta no mato
o pássaro na escada
saltitante, carente
o sol cantar mais um dia

Mas hoje
a alma em estertores, fel
o coração agoniza
espera, amor
espera chegar a manhã...

(Escrito por Zailda Coirano)

TRISTEZA E ALEGRIA

SUSPIROS

Último suspiro

Golpeia com a lâmina voraz e reluzente
meu peito que aqui jaz, dormente
estraçalha a carne com a navalha fria
minha entranha onde um coração havia.

Esparrama em mim o fel que te habita
confundindo-se ao sangue que regurgita
em ondas de indizível agonia
sombra apenas do que foi um dia.

Escancara a chaga, besta insana,
aplaca o ódio que de ti emana,
suga, sôfrega, meu último ai
enquanto a vida de mim se esvai...

(Zailda Mendes)




Restos de alma


.


O resto…
É o que sobra da loucura
O que fica…ou quase nada!
É o que foi renegado
O poço em que se afoga
O sopro de alma penada...


Maria Fernanda Reis Esteves

.

ME ESCONDO



ME ESCONDO


Já destilei venenos
de cobras de água salgada
Já fugi dos meus enredos
puni-me com mão pesada
Bloqueei os meus segredos
já nem me lembro de nada

O rio que trago no peito
é caudal de sofrimento
Torrente de águas turvas
que arrastam a minha alma

Na gruta onde me escondo
viro bicho em forma de onça
Se alguém de mim se aproxima
visto disfarce de santa

Se for preciso eu ataco
Luto sempre contra mim
Sou rocha irregular
Quebro-me em estalactites
Para não virar um farrapo...


Maria Fernanda Reis Esteves

SOLIDÃO

.
E assim vida fora prepara a chegada
Da hora que aguarda desde o nascimento
Se é morte ou retorno à sua morada
É a resposta que busca no conhecimento...

.

SÉTIMA ARTE HOLLYWOOD










VOLTE DE NOVO

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...